Tipos de e-commerce e exemplos plataforma para venda online

E-commerce 4 de Dez de 2020

A internet foi um marco na história mundial. Desde sua invenção nos Estados Unidos em 1969, até sua chegada ao Brasil em 1988, essa tecnologia só evolui. Entre as inovações trazidas pela internet estão os tipos de e-commerce e seus exemplos.

Atualmente, diversos modelos de negócio existem e funcionam como e-commerces, facilitando o acesso a produtos e serviços.

Quem deseja empreender nessa área encontra inúmeras possibilidades para se desenvolver, além de plataformas pré-estruturadas para montar uma loja virtual.

O planejamento é a chave do sucesso, pois com a expansão da internet nas últimas décadas, a concorrência do mercado digital está cada vez maior.

Se você quer começar da maneira certa, entendendo em quais tipos de e-commerce e exemplos sua proposta de negócio se encaixa, continue lendo e conheça os oito principais.

Boa leitura!

O que é e-commerce?

O e-commerce é o comércio eletrônico que acontece em lojas virtuais existentes na internet. Pode ser entendido também como a versão digital do comércio físico de lojas e shoppings.

No mercado online são negociados tanto produto quanto serviços, permitindo até o atendimento remoto em alguns segmentos como o de consultoria e manutenção de equipamentos eletrônicos, por exemplo.

É importante diferenciar loja virtual de e-commerce, pois os termos causam confusão. O e-commerce é o conceito de venda eletrônica e a loja virtual é o canal onde as compras acontecem.

Entenda como funciona o e-commerce dentro da estrutura de uma loja virtual no próximo tópico.

Como funciona o e-commerce?

A loja virtual de um e-commerce de produtos ou serviços é organizada em categorias, de forma que o cliente possa encontrar com facilidade aquilo que precisa.

Quando decide comprar, é direcionado para um espaço exclusivo onde informa os seus dados para pagamento e entrega do bem adquirido.

Em seguida, aguarda o recebimento do produto em casa ou no endereço de preferência, podendo acompanhar seu caminho, junto com a nota fiscal da compra.

Hoje é possível trabalhar com e-commerce:

  • criando uma loja virtual do zero;
  • usando as plataformas para vender em marketplace;
  • contratando uma plataforma para venda online pré-formatada e que permite personalizações.

É importante ressaltar que esses diferentes sistemas podem ser integrados, ou seja, você pode vender em um marketplace e integrar o gerenciamentos através da sua plataforma de vendas personalizada.

Agora que você já sabe o que é e-commerce e como funciona a operação de um negócio online, vamos conhecer os oito principais tipos de e-commerce e exemplos existentes no mercado.

8 tipos de e-commerce e exemplos de negócios

A descrição dos tipos de e-commerce e exemplos ajuda a entender como encaixar seu negócio no mercado digital e também a escolher a plataforma adequada.

Seja físico ou online, uma empresa precisa de um planejamento estratégico para crescer e se destacar entre a concorrência. Vamos lá!

1. E-commerce Business to Business (B2B)

O modelo Business to Business (B2B) é um tipo de e-commerce que envolve a compra e venda online de empresas para empresa exclusivamente.

Empresas fabricantes de produtos ou que operam como atacadistas utilizam esse modelo de negócio para ampliar seu alcance, criando uma canal de vendas online.

Nesse caso, as vendas são feitas por contratos para ter um fornecedor contínuo ou por pedidos para revenda ou reposição de estoque.

No caso de serviços, as empresas podem ser contratadas para fazer a logística para e-commerce. Um exemplo são as empresas transportadoras.

Leia também: Como vender produtos de outras lojas? 2 modelos de negócio!

2. E-commerce Business to Consumer (B2C)

O próximo dos tipos de e-commerce e exemplos da lista é o modelo Business to Consumer (B2C). Neste uma empresa fornece produtos ou serviços direto para o consumidor final.

É um modelo de e-commerce muito utilizado, pois é a extensão do varejo tradicional físico para o ambiente online.

Esse tipo de e-commerce amplia o acesso do consumidor a diversas opções de produto, facilitando a famosa pechincha que nunca deixa de existir.

Alguns exemplos de sites desse segmento são:

  • Magazine Luiza;
  • Americanas;
  • Casas Bahia;
  • Netshoes;
  • Dafiti, entre outros.

Outros tipos de site como o Méliuz, por exemplo, que faz parcerias com empresas para oferecer cashback e cupons de desconto também se encaixam no modelo B2C.

3. E-commerce Consumer to Business (C2B)

Já no modelo Consumer to Business (C2B), acontece o inverso: clientes (pessoa física) vendem para uma empresa.

Um exemplo seria um site de concorrência online, onde uma empresa anuncia que precisa de um serviço X e profissionais podem enviar seus trabalho na área. No final, a empresa faz a escolha de qual vai contratar.

Outro exemplo de e-commerce C2B são os sites de vendas de bancos de imagens, vetores e outros elementos de design como o Getty Images e Shutterstock.

4. E-commerce Consumer to Consumer (C2C)

O modelo de Consumer to Consumer (C2C) são os tipos de e-commerce e exemplos como a OLX, Mercado Livre e Enjoei.

Nesses sites, clientes podem vender produtos usados para outros clientes interessados. Existem diversos segmentos nesse modelo: moda, eletrônicos, eletrodomésticos, etc.

Essas plataformas são muito úteis para economizar, além de ajudar a quem vende fazer um dinheiro extra com algo que seria jogado fora ou descartado mesmo em boas condições de uso.

5. M-commerce

O M-commerce ou Mobile-commerce é a venda de produtos exclusiva via smartphones e tablets. Com o aumento expressivo na venda desses tipos de equipamentos nos últimos anos, é uma adaptação natural do mercado digital.

Muitos usuários não possuem computador, por exemplo, por isso é essencial ter uma interface amigável para que a compra seja feita sem ruídos.

Uma pesquisa da Mobile Time com a Opinion Box registrou que 85% dos usuários com smartphones já realizaram um compras por ele. A tendência é que esse número só cresça.

6. S-commerce

Outro dos tipos de e-commerce é o Social Commerce ou S-commerce que é a venda através das redes sociais.

Plataformas como Facebook e Instagram já permitem integrações dos perfis com o site da loja virtual para facilitar o acesso do cliente a compra dos produtos.

Outra tendência forte do mercado digital, já que a maioria dos usuários hoje passam horas conectados aos seus perfis.

7. T-commerce

Por fim, o T-commerce ou Television Commerce é um dos tipos de e-commerce que começa a ganhar terreno. Ele trata da venda pela televisão.

A chegada da TV digital está permitindo cada vez mais interatividade para que esse setor seja mais explorado. O que favorece os serviços de streaming, canais de tv e marcas.

Gostou de saber mais sobre tipos de e-commerce e exemplos?

Agora que você está por dentro dos tipos de e-commerce e exemplos, você pode apostar no melhor modelo para começar o seu negócio online.

Conte com a GYRA+ para te ajudar a conseguir um empréstimo online em até 24 horas e dar início a sua loja virtual.

Solicite uma proposta e nossa equipe vai trabalhar para aprovar um empréstimo para seu negócio.

Não se esqueça que se você for usuário de plataformas como Mercado Livre, B2W (via SkyHub), Mercado Pago, PagSeguro, Rede, Getnet, Cielo, Stone, SumUp, Pagar.me, PayPal, Wirecard, Iugu, Bling! e/ou Conta Azul, suas chances de conseguir o empréstimo são maiores.

Saiba mais no site da GYRA+.

Marcadores

GYRA+

Somos uma fintech de crédito que chegou para simplificar a vida do empresário digital. Empréstimo rápido, simples e inteligente.

Ótimo! Você se inscreveu com sucesso.
Ótimo! Agora, complete o checkout para ter o acesso completo.
Bem vindo de volta! Você fez login com sucesso.
Sucesso! Sua conta está completamente ativada, agora você tem acesso completo ao conteúdo.