Por que combinar mais de um canal de vendas na internet

E-commerce Mar 16, 2020

O comércio digital vem ganhando cada vez mais espaço na nossa sociedade e deve continuar crescendo pelos próximos anos. Mesmo com um aumento das receitas a cada ano, o e-commerce brasileiro ainda representa menos de 5% do varejo. Países com mais tradição nas vendas online já têm uma fatia maior, com 30% na China e 11% nos Estados Unidos, por exemplo.

Nesse contexto de espaço para crescimento em um mercado favorável, vender pela internet se mostra como uma ótima oportunidade aos empreendedores. Entretanto, não existe uma única opção de canal de vendas na web, o que exige que essa escolha seja um pouco mais cuidadosa.

Para que você, que pensa em investir nesse mercado, possa tomar sua decisão, vamos conhecer a seguir três opções de canais de vendas. E, mais adiante, apresentamos motivos pelos quais pode ser uma boa ideia combinar mais de um deles. Vamos lá?

Loja virtual

Criar uma loja virtual é uma opção de canal de vendas para quem quer vender pela internet. Por meio do seu próprio site, você pode controlar seu e-commerce da forma que achar melhor. Os produtos são exibidos como você escolher, o layout do site será o que você selecionar e sua marca fica em evidência para o público.

Mais importante que isso, toda a estratégia do negócio dependerá apenas de você, desde o plano de marketing até a escolha dos meios de pagamento e de envio que você utiliza em seu e-commerce. Você não vai precisar se submeter às decisões de outra empresa sobre como você deve realizar suas vendas.

Vale ressaltar, todavia, que, ao montar seu e-commerce, você precisará construir toda sua audiência do zero. Portanto, seus investimentos em anúncios e em otimização para SEO deverão existir, para que você possa atrair visitantes que vão conhecer seus produtos e terão a possibilidade se tornar clientes!

Marketplace

Ao optar por vender por meio de um marketplace, você estará expondo seus produtos em sites que já costumam ter bastante tráfego. Mercado Livre, Americanas.com e outros marketplaces já são bem reconhecidos pelo público, o que aumenta o número de visitantes e, consequentemente, de vendas por esses canais.

No entanto, ao escolher esse canal de vendas, você deve ficar atento a alguns detalhes. O primeiro deles é que, normalmente, há taxas relativamente altas sobre os produtos vendidos ali, que podem chegar a quase 20%.

Além disso, para que os produtos tenham boa visibilidade, também é necessário que o lojista pague por anúncios. Saiba também que sua marca terá pouco destaque dentro desses sites e é pouco provável que o consumidor se lembre dela, mesmo que compre artigos de você.

Por fim, ao vender por meio de um marketplace, você deve saber que estará utilizando o negócio de outra empresa que controla a forma como as vendas serão realizadas. Nesse contexto, tenha conhecimento de que você estará sujeito a mudanças estruturais em sua loja que dependem de fatores externos ao seu empreendimento.

Redes sociais

Apesar de não terem sido criadas para esse fim, as redes sociais são um ótimo canal de venda hoje em dia. É possível vender pelo Instagram ou pelo Facebook e aproveitar os milhões de pessoas que utilizam essas plataformas todos os dias.

Além disso, por meio das redes sociais, você pode criar uma relação mais próxima do público, por meio de posts mais descontraídos e com conteúdos interessantes — e não apenas colocando seus produtos em exposição.

Contudo, apesar de ser possível vender diretamente pelas redes sociais, como elas não foram criadas com esse intuito, administrar as vendas, envios e pagamentos pode se tornar uma tarefa trabalhosa. Isso porque todos esses processos terão de ser feitos manualmente pelo lojista.

Quais canais de vendas utilizar?

Agora que já conhecemos alguns dos principais canais de vendas na internet, é possível perceber que todos têm seus pontos positivos e negativos. Portanto, existem os mais adequados para cada modelo de negócios, de acordo com os produtos vendidos, o volume de vendas, o público, entre muitas outras características.

Mas isso não significa que você precise escolher apenas um canal de vendas. Ao combinar mais de um deles, é possível aproveitar as vantagens de cada um e minimizar os aspectos negativos.

Apesar de parecer mais trabalhoso, ter mais de um canal de vendas não necessariamente significa que você terá que administrá-los como se fossem três lojas diferentes. De acordo com a plataforma de e-commerce que você escolher, é possível integrar marketplaces e redes sociais à sua loja virtual. Dessa forma, você administra todas as suas vendas em um mesmo painel. Inclusive, caso você tenha ou pense em abrir uma loja física em algum momento, as vendas desse canal também podem constar no mesmo sistema de gestão!

Conclusão

Escolher seus canais de vendas na internet não é uma escolha que deva ser feita de forma impulsiva. Reflita, pesquise e converse com lojistas que atuem pelos meios que te interessam. Assim, você pode tomar uma decisão baseada em fatos e opiniões de quem conhece cada um desses meios.

Aproveite os pontos positivos de cada um deles, combine mais de um canal de vendas de acordo com seus objetivos e otimize as conversões do seu negócio!

Já trabalha vendendo por mais de um meio? Está pensando em expandir seus canais? Conte para a gente nos comentários! 

Informações da autora

Victoria Salemi é a editora responsável pelas parcerias de conteúdo da Nuvemshop, a maior plataforma de comércio digital da América Latina, com mais de 30 mil lojas ativas. Formada em Jornalismo, ama escrever e tornar assuntos complicados acessíveis a todos!

GYRA+

Somos uma fintech de crédito que chegou para simplificar a vida do empresário digital. Empréstimo rápido, simples e inteligente.

Great! You've successfully subscribed.
Great! Next, complete checkout for full access.
Welcome back! You've successfully signed in.
Success! Your account is fully activated, you now have access to all content.