Afinal, quanto custa um sistema ERP? Saiba como estimar o investimento

Finanças Mar 19, 2020

Administrar uma empresa envolve muitos números e dados que devem estar sempre atualizados. Mas este trabalho fica mais fácil se as informações forem gerenciadas forma eletrônica, com o uso de um sistema integrado de gestão, ou, simplesmente, ERP. Muitos empresários, no entanto, demoram a aderir a este tipo de tecnologia por medo do preço. Mas você sabe quanto custa um sistema ERP? Pode sair mais barato do que imagina. 

Para entender melhor o que é o ERP, a sigla significa Enterprise Resource Planning. Considerando a tradução literal, isso quer dizer planejador de recursos da empresa. Ou seja, o objetivo do software é integrar as atividades de todos os setores da organização. Fluxo de caixa, emissão de notas fiscais, pagamentos a empregados: todas estas informações ficam muito mais seguras e confiáveis. 

Se você pretende melhorar sua empresa, investir em um sistema como este é um passo importante, pois traz diversos benefícios. Mas, antes de abordarmos suas vantagens, vamos listar os principais pontos que influenciam no valor da ferramenta. Assim, é possível estimar quanto custa um sistema ERP. 

Principais custos de um sistema ERP

Definir o preço de um ERP não é tarefa simples: isto porque tudo vai depender das necessidades e expectativas da sua empresa com a implantação do sistema. Atualmente, o mercado já oferece, inclusive, opções gratuitas. 

Por outro lado, também existem alternativas direcionadas para micro e pequenas empresas, com planos que iniciam a partir de R$ 25 por mês, como é o caso do Bling e do Conta Azul, dois concorrentes bem parecidos neste segmento. Abaixo, listamos estes fatores que você deve considerar ao fazer as contas de quanto custa um sistema ERP. 

Funcionalidades 

Quanto mais possibilidades o sistema oferecer para o usuário, mais caro ele, provavelmente, será. Sendo assim, se você tem um volume de operações pequeno, poderá conseguir opções mais baratas. Mas digamos que você quer aprimorar a gestão financeira da sua empresa, integrando a parte de vendas, controle do estoque, produção, marketing, etc. Terá que estar disposto a investir um valor maior. 

O mesmo acontece se o seu negócio demanda customizações do sistema. Ou seja: se a especificidade das operações que realiza exige que o ERP tenha módulos específicos ou adaptados à sua realidade. 

Custo-benefício no longo prazo 

A implantação, manutenção e licença de uso do ERP devem ser consideradas. Ao decidir ter seu próprio software, o empresário precisa, inclusive, fazer as contas para saber quanto custa o sistema ERP hoje – e quanto ele custará, no total, a longo prazo. 

Isto porque, dependendo da ferramenta escolhida, vários gastos “ocultos” podem estar envolvidos. Por exemplo: alguns programas exigem o pagamento de um custo inicial, além da mensalidade para utilização. Por outro lado, existem empresas que “alugam” o ERP mediante o pagamento de um valor mensal. Mas, ao fazer o cálculo do quanto será desembolsado pela empresa por este aluguel no período de 3 ou 5 anos, talvez seja mais vantajoso adquirir uma licença própria de uso. 

Quer outros exemplos de gastos que podem surgir? O deslocamento da equipe de implantação e suporte técnico nos primeiros meses, durante o período de adaptação da empresa à nova tecnologia. 

Treinamento 

É natural que as pessoas precisem de apoio nos primeiros momentos após a implementação do ERP. Oferecer um treinamento adequado para a equipe é essencial para que as atividades continuem a ser executadas com os novos procedimentos. 

Durante esta transição, pode ser que a empresa precise do suporte técnico dos especialistas por mais tempo do que o esperado. Outro ponto interessante é que, somente depois que o sistema começar a rodar normalmente, é que apareçam necessidades de melhorias. 

Por estes e outros imprevistos, estes e outros fatores precisam ser avaliados ao fazer as contas de quanto custa um ERP. 

Vantagens de implantar um ERP 

Embora os custos possam variar, implementar um sistema integrado de gestão representa otimização de recursos para empresa. Com isso, os ganhos são maiores do que o investimento inicial. Confira abaixo alguns benefícios. 

  • Eficiência operacional: acessar dados atualizados e confiáveis fica muito mais rápido de forma eletrônica. Além disso, sua equipe deixa de gastar horas com trabalhos manuais, inserindo informações em planilhas. Assim, a produtividade  aumenta!
  • Diminuição dos erros: entrada de dados manuais acabam dando margem para falhas. Controlar as atividades e números pelo sistema implica na ocorrência de menos erros durante o processo. 
  • Visão global: o sistema apresenta aos usuários uma visão ampla da operação da empresa, do início ao fim. Assim, é possível identificar pontos de melhoria e trabalhar sobre eles para evitar erros que poderiam prejudicar o processo no futuro.

Mas, afinal, quanto custa um sistema ERP?

Bom, a essa altura você já analisou a situação da sua empresa e decidiu que é hora de avançar e ter o próprio ERP. Consciente de que o preço do programa irá depender das suas exigências e do porte da sua empresa, é importante que esteja preparado para o investimento inicial e também a longo prazo. 

No vídeo do canal Mestre do ERP, o especialista Marco Antônio Salvo comenta os principais fatores que envolvem a precificação do ERP. Segundo ele, estima-se que, nas pequenas e médias empresas, os gastos com a área de TI (Tecnologia da Informação) consumam cerca de 3% do faturamento bruto. 

Sendo assim, para ajudar o empresário a supor quanto custa um sistema ERP para sua empresa, é indicado considerar aproximadamente 1% do faturamento da organização. Lembrando que este número vai depender de todos os fatores que já citamos e pode ser menor ou maior, indo de R$ 25 até R$ 5000. 

Portanto, para fazer um investimento certeiro, avalie o que sua empresa precisa, quais módulos deseja contratar e faça um bom planejamento financeiro. O intuito do sistema é dar agilidade e maior controle às suas operações. Para garantir que a experiência seja bem-sucedida, calcule quanto custa um sistema ERP de acordo com a realidade do seu negócio e procure fornecedores confiáveis no mercado. 

Decidiu implementar um sistema integrado de gestão, mas precisa de uma ajudinha no orçamento? 

Conheça a estrutura da Gyra+ que realiza financiamentos online para empreendedores digitais. Em três passos simples você pode ter o recurso que precisa. Veja:

  • indique o valor de empréstimo que precisa, em quanto tempo deseja pagar e seu e-mail;
  • conecte sua conta do Mercado Livre, Bling ou Skyhub;
  • a análise será realizada e, se aprovada, o dinheiro cai em até 72h na sua conta.

Simples, rápido e moderno: do jeito que a sua empresa precisa. 

GYRA+

Somos uma fintech de crédito que chegou para simplificar a vida do empresário digital. Empréstimo rápido, simples e inteligente.

Great! You've successfully subscribed.
Great! Next, complete checkout for full access.
Welcome back! You've successfully signed in.
Success! Your account is fully activated, you now have access to all content.