Qual a margem de lucro ideal para o seu negócio e como calcular?

Gestão Jun 15, 2020

Qualquer tipo de empresa, seja ela micro, média ou grande, precisa de rendimentos para ter continuidade em seu negócio. Pagar as contas e as despesas do dia a dia são apenas uma questão de sobrevivência da empresa, é o chamado arroz com feijão. E, para que ela cresça de forma saudável, é necessário ter uma margem de lucro razoável. Mas, afinal, como saber qual a margem de lucro ideal para o meu negócio?

Para responder essa pergunta, vamos tentar entender um pouco sobre o conceito de lucro e por que ele é tão crucial para um negócio.

Entendendo o que é a margem de lucro ideal

Se o lucro é tudo aquilo que sobra depois do abatimento das despesas que fazem o negócio funcionar, então o que é a margem de lucro? É muito importante entender a diferença entre as duas coisas. Por exemplo, uma loja de varejo pode ter uma linha de produtos extremamente lucrativa, mas a margem de lucro em cima de cada um ainda pode ser baixa.

Na economia empresarial, a definição de margem de lucro é a porcentagem do resultado da operacionalização de um serviço ou venda de produto. Esse resultado pode ser um lucro ou até um prejuízo, dependendo da situação.

O valor do resultado é inserido nos custos totais de um serviço ou produto. Com isso, se obtém o preço final para comercialização. Quando se obtém esse preço final, retira-se a margem de lucro sobre uma projeção de vendas.

Como calcular qual a margem de lucro ideal de uma empresa

Se pareceu difícil de entender, vamos tentar pensar uma situação hipotética e fazer o cálculo em cima disso.

Imagine que você tem uma pequena loja de bolos e doces. O seu pequeno comércio gerou uma receita total de R$ 10 mil no fim do mês. Depois de realizar o fechamento do caixa e somar todas as despesas da operacionalização, o seu gasto foi de R$ 2 mil. Sendo assim, seu lucro foi de R$ 8 mil.

Tendo esses números em mãos, agora você vai calcular a margem de lucro sobre a venda de seus produtos. O cálculo para descobrir qual é a margem de lucro da sua empresa é o seguinte: dividir o resultado final (prejuízo ou lucro) pela receita total. Depois disso, multiplique por 100. Vamos ver abaixo.

Receita total: R$ 10 mil

Custos totais: R$ 2 mil

Lucro final: R$ 8 mil

Margem de lucro: (8.000 / 10.000) x 100 = 80%

Sendo assim, a margem de lucro ideal para sua loja de bolos é de 80%. Com este número, você tem uma base real da lucratividade do negócio que vai servir para solicitação de empréstimos e investimentos para crescimento da empresa.

É possível saber qual a margem de lucro ideal de um negócio?

E depois de descobrir o que é a margem de lucro e como calculá-la, como saber qual a margem de lucro ideal para uma empresa saudável? Essa resposta não é tão simples de responder, já que não existe um conceito geral sobre ela.

Isso porque, para saber a margem de lucro ideal de uma empresa, também vai depender muito de qual categoria o negócio em questão se encaixa, da situação do mercado, demanda do público pelo produto e também a concorrência em volta. Por exemplo, se sua empresa está dentro da categoria de indústria, a sua margem é diferente de quem vende produtos ou comercializa serviços.

Existem algumas margens já estabelecidas para cada tipo de setor ou mercado, que também são chamadas de lucro presumido. O lucro presumido é o que vai influenciar muito na hora de descobrir qual a margem de lucro ideal para a sua empresa, dependendo da atuação dela .

No sistema de tributação, o lucro presumido existe para auxiliar a Receita Federal determinar sua base de cálculo para o IRPJ (Imposto de Renda Pessoa Jurídica) e também do CSLL (Contribuição Social Sobre o Lucro Líquido). Com o lucro presumido, é possível obter estes cálculos sem ter o valor final das despesas da empresa.

Quem se enquadrar e adotar este tipo de regime de tributação vai ter bases de cálculo já pré-determinadas com suas margens de lucro para cada tipo de atuação da empresa. As margens de lucro ideais mais comuns são:

  • 8% para comércio e vendas de produtos no geral, atividades imobiliárias, transportes de cargas, serviços hospitalares. E também de industrialização de terceiros, que incluem recebimento de materiais e outras atividades que não são classificadas como prestação de serviços;
  • 32% de margem de lucro para faturamento de empresas que prestam serviços profissionais de áreas específicas, como escritórios de contabilidade e jurídicos. Dentre os serviços prestados, estão consultoria, gestão de bens patrimoniais, locação e venda de bens e serviços de construção civil;
  • 16% para faturamento de serviços de transportes gerais (que não incluam cargas);
  • 1,6% de margem de lucro do faturamento de revendas de combustíveis e gás natural.

Caso o cálculo da sua margem de lucro não esteja de acordo com algumas das margens de lucros citadas acima, dependendo da sua área de atuação, é importante revisar a operação da empresa e entender o que pode ser mudado para alcançar essa margem de lucro.

Dicas para alcançar a margem de lucro ideal

Agora que você já sabe qual a margem de lucro ideal e a sua importância, vamos mostrar alguns exemplos de estratégias para adotar no dia a dia da empresa para alcançá-la.

  • Investir em tecnologia para otimizar processos: a tecnologia está a nossa disposição para nos auxiliar em tarefas mais operacionais. Desta forma, o esforço de um colaborador pode ser poupado e investido em algo que realmente traga retorno para a empresa. Além disso, investir em processos utilizando tecnologia como intermédio garante economia de dinheiro e, principalmente, de tempo.
  • Tente reduzir custos que não são estratégicos: esta dica é um complemento da primeira, já que, ao mesmo tempo que se investe em tecnologia, você avalia todos os custos e operações que são realizados para um negócio funcionar. Também é importante avaliar melhor o controle de estoque de acordo com as demandas do produto. Assim, é possível entender o que é importante e o que é dispensável. Se você possui um marketplace, é possível optar por serviços automatizados. Aqui no blog, já demos alguns exemplos no artigo 7 automações indispensáveis para gestão de marketplaces;
  • Faça um benchmarking com a concorrência: análise de concorrência é importante em qualquer área de atuação. Avaliar o que sua concorrência está fazendo é extremamente importante para comparar as melhores ações e também os métodos que realmente fazem a diferença.

Se você gostou deste post, continue acompanhando os conteúdos do blog para saber sobre gestão e finanças para empresas.

GYRA+

Somos uma fintech de crédito que chegou para simplificar a vida do empresário digital. Empréstimo rápido, simples e inteligente.

Great! You've successfully subscribed.
Great! Next, complete checkout for full access.
Welcome back! You've successfully signed in.
Success! Your account is fully activated, you now have access to all content.