Métricas de e-commerce: 7 métricas para melhorar seus negócios

Gestão 11 de Ago de 2021

Você decidiu empreender e o primeiro passo foi criar uma loja virtual de graça para começar suas vendas online e deu tudo certo. Mas como saber se o negócio está indo bem? A primeira etapa é conhecer as métricas de e-commerce que vão indicar o seu desempenho.

Como se trata de um negócio digital, o seu próprio site ou plataforma de e-commerce vai fornecer os indicadores que você precisa saber.

A análise dos indicadores de e-commerce deve ser feita, no mínimo, mês a mês, para que a estratégia de marketing e vendas se mantenha atualizada.

Com base nos resultados, você pode criar ações para melhorar suas métricas e, consequentemente, o retorno do que você investe.

Continue lendo e conheça as métricas de e-commerce, como calcular e conheça algumas ferramentas que ajudam a coletar esses dados.

Boa leitura!

7 métricas de e-commerce fundamentais para o sucesso

As métricas de e-commerce são números que representam o desempenho do site. Então, desde a quantidade de tráfego até custo de aquisição por cliente podem ser calculados com essas informações.

Existem várias métricas que podem ser extraídas para analisar a performance de vendas do seu negócio.

Separamos abaixo as principais que você deve acompanhar mês a mês. Confira!

1. Taxa de conversão

A taxa de conversão é uma métrica de e-commerce que expressa quantos visitantes do seu site se tornaram clientes pagos, ou seja, fizeram uma compra no site.

Além das vendas, o seu trabalho foca na captura de leads através de landing pages ou de inscrição em newsletter? Quando o visitante executa uma dessas ações desejadas também é considerado uma conversão.

Dessa forma, a medida que o lead é conduzido no funil de vendas e passa de uma etapa para outra, ele vai marcando conversões.

Para calcular a taxa de conversão do seu e-commerce, a fórmula é a seguinte:

Taxa de conversão (%) = número de vendas ou ações realizadas / número de total de visitantes do site no período avaliado x 100

Geralmente, acompanhe a taxa de conversão por mês. Quando as visitas são altas,mas a conversão não acontece, é importante investigar e fazer testes a/B para testar novas abordagens.

2. Ticket médio

Outra métrica de e-commerce relevante é o ticket médio.

Esse indicador mostra o valor médio dos pedidos realizados pelos clientes por compra dentro do seu site. A forma para cálculo é:

Ticket médio (em R$) = faturamento total de vendas do período / número de pedidos do período.

Quanto maior o ticket médio, mais os clientes estão comprando.

Dessa forma, mesmo se a loja não vende muito em relação a quantidade de pedidos, mantendo um ticket médio alto, a operação pode compensar financeiramente.

Essa lógica depende do nicho para vendas online do e-commerce e, por isso, essa métrica precisa ser acompanhada com frequência.

O ticket médio tem relação direta com o custo de aquisição por cliente (que falaremos adiante), pois é possível comparar o que sua empresa investe para conseguir uma venda com o retorno em valor de compra que o site está gerando.

3. Carrinho abandonado

O carrinho abandonado é outra métrica de e-commerce que não pode faltar no balanço de vendas mensal.

Sabe quando o cliente visita o site, adiciona o produto no carrinho de compras, mas não finaliza o pedido? Isso significa que o carrinho foi abandonado.

Para saber a porcentagem de carrinho abandonado, use a fórmula abaixo:

% Carrinho abandonado = número de pessoas que incluíram um item no carrinho / número de pessoas que concluíram a compra x 100.

Uma taxa de carrinho abandonado alta indica que pode haver algum problema dos processos finais da compra como valor de frete alto, falta de confiança no meio de pagamento ou muitas etapas para conclusão. Fique de olho!

4. Número de visitantes

O número de visitantes é uma métrica de e-commerce simples que serve para acompanhar o tráfego gerado pelo site, ou seja, a quantidade de visitas que ele recebe.

O número de visitantes pode ser relativo ao site como um todo ou de uma página específica.

Se você faz uma promoção de uma categoria de produto, por exemplo, você pode medir o tráfego para aquela URL específica e calcular a conversão, ticket médio, carrinho abandonado, etc.

Além do número de visitas, você pode analisar os canais de onde vem a maior parte dos acessos e identificar os que têm mais potencial em gerar vendas.

Os dados de números de visitas e origem de tráfego podem ser obtidos na plataforma de e-commerce utilizada ou pelo Google Analytics do seu site.

Leia também >>> Melhores plataformas de e-commerce: 9 opções + prós e contras.

5. Taxa de rejeição

Outra métrica de e-commerce que você deve acompanhar é a taxa de rejeição. Esse KPI permite a análise de como o cliente se comporta dentro do seu site.

O tempo que o visitante passa no site, links que ele clica são considerados para chegar nesse indicador.

O valor é calculado automaticamente pelo sistema do Google Analytics, então vale a pena ter esse programa vinculado ao seu e-commerce.

A partir da análise dessa taxa, é possível fazer alterações na usabilidade do site para melhorar a navegação, corrigir links quebrados, etc.

6. Custo de aquisição por Cliente (CAC)

O Custo de Aquisição por Cliente (CAC) também é uma das principais métricas de e-commerce.

Ele permite saber a média de quanto você está investindo para conquistar um cliente que compra no seu site. A fórmula é a seguinte:

CAC (em R$) = Total de investimentos de uma estratégia / número de clientes conquistados.

Os investimentos incluem os pagamentos da equipe, ferramentas para monitorar vendas, gastos com propaganda, marketing de conteúdo, etc.

7. Faturamento e lucro

Por fim, entender a diferença entre lucro e faturamento também é importante para saber o sucesso do seu e-commerce.

Essas métricas vão mostrar o quanto está entrando no caixa da empresa e o que fica depois que as despesas operacionais são pagas.

Ter essa noção é importante para manter a saúde financeira do e-commerce e também traçar estratégias de crescimento.

Gostou de conhecer as métricas para e-commerce

Acompanhando esses indicadores de e-commerce, você vai conseguir gerenciar o seu negócio de forma efetiva e planejar o crescimento do negócio.

Se na hora de crescer, você precisar de capital de uma fonte segura e confiável, temos a opção certa!

A GYRA+ te ajuda a conseguir um empréstimo online em até 72 horas. Acesse o site e nossa equipe vai trabalhar para aprovar um empréstimo para seu negócio.

Não se esqueça que se você for usuário de plataformas como Mercado Livre, Mercado Pago, SkyHub (B2W), Pagseguro, PayPal, Pagar.me, Conta Azul, Rede, Getnet, Cielo, Stone, Bling! ou Wirecard, suas chances de conseguir o empréstimo são maiores.

Saiba mais sobre as integrações da GYRA+.

Marcadores

GYRA+

Somos uma fintech de crédito que chegou para simplificar a vida do empresário digital. Empréstimo rápido, simples e inteligente.

Ótimo! Você se inscreveu com sucesso.
Ótimo! Agora, complete o checkout para ter o acesso completo.
Bem vindo de volta! Você fez login com sucesso.
Sucesso! Sua conta está completamente ativada, agora você tem acesso completo ao conteúdo.