Como escolher o melhor sistema de ecommerce?

Marketplace Fev 28, 2020

O mercado de e-commerce vem se expandindo ano a ano segundo dados da ABComm

Na última black friday inclusive, as as vendas offline a na internet se igualaram! Com certeza você já entendeu que seu negócio não pode estar fora do mundo das vendas online. 

Mas por onde começar? Como escolher a infraestrutura e tecnologia de e-commerce certa para aumentar suas vendas? Não se preocupe! Vamos te ajudar a entender tudo o que é necessário saber sobre o sistema de e-commerce!

Quais as melhores plataformas para e-commerce?

Para entrar no mundo das vendas por internet, o ideal é utilizar plataformas online de e-commerce. 

Elas já oferecem todas as funcionalidades que uma loja virtual precisa, sem a necessidade de que você monte seu e-commerce do zero.

A seguir, te mostramos um comparativo com algumas das melhores plataformas online para e-commerce.

1. Magento

A Magento é a plataforma open source de e-commerce mais utilizada no mundo. São mais de 260 mil lojas hospedadas. Seu grande diferencial é que ela permite a personalização de todos os itens. Isso garante que a sua loja seja única!

Por outro lado, ela não é tão interessante para quem não tem conhecimentos técnicos na área, justamente porque disponibiliza muitos recursos. Outra opção é que você invista em um profissional para a criação da loja online.   

2. Shopify

Esta plataforma é muito mais amigável para quem não conhece mais a fundo a programação de sites. Ela pode ser personalizada facilmente para os diferentes objetivos do seu negócio.

Também é possível usá-la para transformar diretamente a sua conta do Facebook em uma loja online. Além disso, possui uma otimização de SEO de qualidade. O Shopify conta também com um período de teste gratuito, o que te ajuda a decidir se a plataforma é adequada para você.

3. Woocomerce

O Woocomerce é um plugin de código aberto que possibilita transformar qualquer site, desenvolvido em WordPress, em uma loja online funcional e fácil de administrar. 

O plugin conta com todos os recursos básicos para o seu e-commerce, como controle de estoque, carrinho de compras, meios de pagamento, etc.

Se você se interessou pela tema, conheça mais sobre as melhores plataformas online de e-commerce.

O que não pode faltar no sistema do seu e-commerce

Como você viu, hoje em dia, com as várias tecnologias disponíveis, criar um site para seu e-commerce não é tão difícil. Mas, para que a sua loja virtual seja funcional e ofereça uma boa experiência de compra para o consumidor, é preciso que o sistema do seu e-commerce tenha algumas funcionalidades essenciais. 

Confira abaixo quais requisitos não podem faltar no sistema do seu e-commerce, se você está entrando no mundo das vendas online.

1. Template e personalização

Um ponto importante na hora de escolher a plataforma de e-commerce que você vai utilizar é que ela te possibilite personalizar os templates escolhidos. 

O template é o rosto, a parte visual, do seu site. É através dele que o cliente identificará a sua marca e poderá interagir com a loja, buscando produtos e informações e realizando a compra. 

É essencial ter um layout leve e organizado, com cores, desenhos e ícones que remetam à sua identidade e exibam o produto de forma eficiente e interessante. Isso possibilita uma boa experiência de compra e navegação para o consumidor.

2. Design responsivo

O design responsivo é uma técnica de estruturação do layout para que o site se adapte de acordo com o dispositivo em que está sendo visualizado. Ou seja, que a página mantenha uma boa experiência ao usuário independentemente se ele está acessando através de um computador, tablet ou celular.

Atualmente, 74% dos brasileiros usam o smartphone em pelo menos um dos passos do processo de compra na internet. Por isso, é tão importante que sua loja online tenha um design responsivo. As lojas que não se adaptarem a esse fenômeno vão perder – e muito – em oportunidades de venda.

3. Tempo de carregamento otimizado

Outra questão fundamental para o sistema de um e-commerce é a agilidade. Um levantamento da Akamai indicou que 47% dos consumidores esperam que a página carregue completamente em até 2 segundos. 

A velocidade também é um fator importante na indexação os sites do Google, ou seja, no processo que leva a página a ser exibida no índice de resultados do buscador. Os sites que são mais lentos para carregar têm mais dificuldades para serem indexados, o que quer dizer que ele não vai estar entre os primeiros resultados da busca.

4. Ferramentas de SEO

Para que seu e-commerce venda, ele, primeiro, deve ser encontrado na internet. Por isso, é essencial que sua loja online trabalhe com ferramentas de otimização dos mecanismos de buscas, as chamadas Ferramentas de SEO.

Além de URLs amigáveis é importante que todo o site e o conteúdo disponibilizado estejam formatados de maneira a serem bem indexados pelos mecanismos de buscas, principalmente o Google, que é responsável por mais de 85% das buscas na web.

5. Informações detalhadas

As lojas virtuais contam com uma grande desvantagem: o consumidor não pode ver o produto cara a cara, nem tocá-lo ou experimentá-lo. Para compensar esse fator, é importante que o sistema do seu e-commerce ofereça imagens em alta resolução das mercadorias e disponibilize o máximo de informações possível.

Como as descrições do produto substituem o vendedor da loja física, elas precisam ser detalhadas e precisas. É importante apontar o tamanho da mercadoria, textura, peso, material utilizado na fabricação, cores e outras informações técnicas. Tudo isso dá segurança ao cliente e influencia diretamente na compra.

6. Cross-selling e Up-selling

Duas formas importantes de aumentar a taxa de conversão em vendas do seu e-commerce são o cross-selling e o up-selling.

  • Cross-selling: é a estratégia de disponibilizar para o cliente opções complementares aos produtos relacionados ao que ele busca. Se o usuário, por exemplo, buscou um monitor para o computador, talvez ele também se interesse por um mouse ou um teclado.
  • Up-selling: baseia-se em oferecer um produto similar ao que o cliente está comprando, mas que seja mais completo, e, consequentemente, mais caro. O seu site pode, por exemplo, oferecer ao usuário que está buscando uma panela, um jogo com mais itens.

Ter em mente essas estratégias de vendas de produtos é importante para escolher uma plataforma que disponibilize essas funcionalidades.

7. Integração para e-mail marketing

O e-mail marketing e a newsletter são boas formas de se relacionar com o cliente e fomentar vendas. Por isso, é importante que seu e-commerce permita que os consumidores se cadastrem para receber informações da sua loja. Isso gera uma base de dados importante para alimentar suas campanhas de marketing digital.

Nem todas as plataformas permitem o disparo de mensagens automáticas, mas muitas vezes oferecem a possibilidade de integração com ferramentas específicas que fazem esse serviço.

8. Check out simplificado

Para garantir as vendas, é importante oferecer agilidade no fechamento da compra. De acordo com dados do Business Insider, 25% dos consumidores desistem de adquirir um produto se acham o processo de check-out muito complicado.

Portanto, é importante que a sua loja virtual tenha uma interface que facilite todo o processo de compra, desde a procura por um produto até a seleção da forma de pagamento e a conclusão da venda. 

Para isso é essencial, por exemplo, contar com a funcionalidade do check-out em uma única página, o que garante transparência, rapidez e segurança para o cliente. Outro ponto que agiliza o processo de compra é salvar as informações básicas do consumidor para que ele não tenha que preencher o cadastro todas as vezes que decidir realizar uma compra.

Quer saber mais sobre como abrir uma loja virtual de sucesso? Veja este vídeo do Sebrae, com a especialista Mayte Carvalho:


Este post foi escrito pela equipe da Nérus, software de gestão varejo + hub de integração que ajuda lojistas a aumentar o faturamento, reduzir custos e simplificar a operação, conectando o varejo físico aos maiores marketplaces do brasil. E tudo isso sem trocar de ERP ou plataforma de E-commerce.

Great! You've successfully subscribed.
Great! Next, complete checkout for full access.
Welcome back! You've successfully signed in.
Success! Your account is fully activated, you now have access to all content.