Faturamento de vendas: o que é e como calcular o seu? Guia prático

Gestão 10 de Fev de 2022

Você calcula o faturamento de vendas da sua loja virtual? Saiba que esse indicador financeiro tem um papel importante na hora de acompanhar o crescimento do seu negócio.

Aliado a outros indicadores como ticket médio, taxa de conversão, Custo de Aquisição por Cliente (CAC), entre outros, é possível avaliar se as suas estratégias de vendas estão gerando retorno ou se ainda precisam de investimento.

A gestão financeira é uma parte do trabalho de ser dono da própria empresa que gera muitas dúvidas e sobre as quais os empreendedores têm muitas dificuldades.

Por isso, é importante estudar e conhecer desde os detalhes mais simples como calcular o faturamento até métodos de organização e gerenciamento de dados.

O faturamento de vendas está atrelado a continuidade ou não da sua loja virtual no mercado. Então, para te ajudar a aprender mais sobre esse indicador, preparamos este artigo com tudo que você precisa saber.

Boa leitura!

O que é faturamento mensal de vendas?

O faturamento mensal é o resultado da soma dos valores de todas as vendas realizadas em um mês. Ou seja, é o todo dinheiro que entrou no caixa como resultado do trabalho de vendas, seja ele de venda de produtos ou da prestação de serviços.

Geralmente, as empresas acompanham o faturamento mensalmente e também fazem o cálculo do faturamento do ano.

Suponha que você sua loja online venda seus serviços de consultoria e no mês vigente você fechou com cinco clientes um fee mensal de R$ 2.500. Nesse exemplo de faturamento mensal, o valor obtido será de R$ 12.500.

Então, quanto mais a sua loja virtual vender, maior será o faturamento de vendas no fim do mês.

Analisando o faturamento isoladamente, não é possível afirmar que sua empresa está sendo de fato um sucesso e altamente lucrativa, mas é o primeiro passo para começar a analisar o desempenho financeiro das atividades.

Diferença entre receita e faturamento

Aqui, vale um parênteses antes de prosseguirmos para destacar a diferença entre receita e faturamento.

A receita é a soma total dos valores que realmente entraram no caixa da empresa no mês. Já o faturamento é a previsão dos valores que vão entrar em caixa.

Para entender melhor, imagine que em sua loja virtual de eletrônicos foram realizadas 20 vendas de celulares e todas as compras foram parceladas em sete vezes. Isso significa que o valor cheio também vai entrar no caixa dividido em sete parcelas.

Então, ao calcular o faturamento de vendas no mês que essas 20 vendas foram feitas, você inclui o valor total de cada celular. Já na hora de calcular a receita, você vai somar a primeira parcela que vai ser debitada naquele mês referente a cada compra.

Em alguns casos, é possível fazer a antecipação de recebíveis para ganhar capital de giro, porém essa operação possui juros e não deve ser feita com frequência.

Tipos de faturamento em uma empresa

Agora que você já sabe o que é o faturamento em vendas, é importante saber que existem dois tipos: o faturamento líquido e o faturamento bruto.

O faturamento bruto é o cálculo mais direto em que você pega o valor do produto e multiplica pela quantidade vendida. Caso você venda mais de um tipo de produto, depois de multiplicar cada item pelo número de vendas, basta somar todos os resultados.

Já o faturamento líquido refere-se ao valor total das vendas (faturamento bruto) menos os gastos com deduções fiscais e o valor dos impostos que incidem sobre o total faturado.

Cada regime tributário possui uma porcentagem de taxa de imposto que incide sobre o valor do faturamento e que é paga obrigatoriamente à Receita Federal todo mês.

Por isso, é importante calcular o valor do faturamento bruto tanto para saber qual será o valor dos impostos naquele mês quanto para saber o que vai realmente entrar no caixa.

Lembra da diferença de faturamento e receita? Aqui isso fica ainda mais claro, pois você faz as notas fiscais em relação ao valor total do produto ou serviço para comprovar a venda.

Mesmo não tendo recebido o valor total, ele é considerado na hora de fazer a soma. Porém, no mês seguinte, ele não entra no cálculo do faturamento de vendas, apenas no cálculo da receita que acompanha as entradas das parcelas.

Como calcular o faturamento de vendas?

Para calcular os dois tipos de faturamento de vendas, utilize as fórmulas abaixo:

> Faturamento bruto = valor de compra  x número de vendas realizadas

> Faturamento líquido = faturamento bruto - impostos - deduções (devoluções, pedidos cancelados, etc.)

Exemplo de faturamento mensal

Imagine que você tem uma loja virtual de sapatos e vendeu: 7 sandálias de R$ 55, 10 tênis de R$ 250 e 20 sandálias rasteiras de R$ 75. Sua empresa está enquadrada com MEI e não paga imposto sob o faturamento mensal. Porém, 2 sandálias foram devolvidas (R$ 110). Então os cálculos serão:

> Faturamento bruto = 385 + 2.500 + 1.500 = R$ 4.385

> Faturamento líquido = 4.385 - 110 (devolução) = R$ 4.275

Fazendo o cálculo mensal do faturamento, você gerencia com precisão o caixa da empresa, acompanha os valores pagos com impostos e também registra os índices de devolução e cancelamento de pedidos.  

Dessa forma, você consegue fazer uma gestão financeira que vai permitir cuidar melhor das suas operações, promovendo melhorias constantes para gerar mais vendas e mais satisfação nos clientes.

Para que serve saber o faturamento?

Entender o que é faturamento de vendas também é importante para saber formalizar o seu negócio corretamente e cumprir todas as obrigações exigidas por lei.

O porte de uma empresa é definido de acordo com a previsão de faturamento bruto mensal. Então, você deve estudar as opções e avaliar em qual o seu negócio se encaixa. Vale a pena contratar um contador para ser o mais preciso possível nessa decisão.

As opções de porte e respectivos faturamentos são:

  • Microempreendedor Individual (MEI): até R$ 81 mil anual;
  • Microempresa (ME): até R$ 360 mil ao ano;
  • Empresa de Pequeno Porte (EPP): entre R$ 360 mil e R$ 4,8 milhões por ano;
  • Empresa de médio e grande porte: acima de R$ 4,8 milhões anual.

Outra decisão associada à primeira é o regime tributário. Cada opção possui uma variação na porcentagem de alíquota de acordo com a atividade exercida e o faturamento alcançado no mês. Os principais regimes tributários do Brasil são:

  • Simples Nacional;
  • Lucro Presumido;
  • Lucro Real.

Seguindo corretamente a previsão de faturamento, você mantém sua empresa formalizada e não paga mais impostos que o necessário.

Leia também >>> Diferença MEI e ME: o que é cada modalidade e qual escolher?

Invista em uma boa gestão financeira

Agora que você sabe tudo sobre faturamento de vendas, pode organizar melhor esses dados contratando um contador ou implementando um sistema de faturamento. Precisa de um suporte de capital para esse ou outros investimentos?

A GYRA+ te ajuda a conseguir empréstimo online em até 72 horas. Acesse o site e nossa equipe vai trabalhar para aprovar um empréstimo para seu negócio.

Não se esqueça que se você for usuário de plataformas como Mercado Livre, Mercado Pago, SkyHub (B2W), Pagseguro, PayPal, Pagar.me, Conta Azul, Rede, Getnet, Cielo, Stone, Bling! ou Wirecard, suas chances de conseguir o empréstimo são maiores.

Saiba mais sobre as integrações da GYRA+.

Marcadores

GYRA+

Somos uma fintech de crédito que chegou para simplificar a vida do empresário digital. Empréstimo rápido, simples e inteligente.

Ótimo! Você se inscreveu com sucesso.
Ótimo! Agora, complete o checkout para ter o acesso completo.
Bem vindo de volta! Você fez login com sucesso.
Sucesso! Sua conta está completamente ativada, agora você tem acesso completo ao conteúdo.