Entenda o que é capital fixo e capital de giro e a principal diferença entre os dois

Capital de Giro Jun 11, 2020

Toda empresa, seja pequena, média ou grande, precisa de recursos financeiros para se manter viva. Uma área financeira bem estruturada dentro de uma companhia é essencial para sua saúde e sustentabilidade ao longo de sua existência. E isso envolve muito planejamento estratégico para poder alcançar o orçamento ideal, e assim manter o caixa positivo. Neste contexto, existem dois conceitos de investimento: o capital fixo e capital de giro, que também é conhecido como capital circulante.

Você já sabe o que significa cada um e qual a importância de tê-los em seu negócio? Melhor ainda, você  sabe como identificar qual o melhor tipo de capital para sua empresa e qual o melhor momento de aplicar cada um?

Para responder essas dúvidas, vamos explicar ao longo deste post sobre a definição de capital fixo e capital de giro e te ajudar a saber qual é o mais adequado para sua empresa, dependendo do momento atual dela. Acompanhe até o final e confira também algumas dicas extras de gestão financeira.

Entendendo a definição do que é capital fixo

O capital fixo de uma empresa baseia-se na composição do ativo fixo (ou imutável). Na prática, o capital fixo é todo investimento utilizado para iniciar o funcionamento de um negócio. Por exemplo, para uma fábrica começar a produzir ela precisa de investimentos em maquinários e peças que produzam o produto final que será comercializado posteriormente.

Ou seja, o capital fixo e ativo fixo são todos os bens adquiridos para montar uma empresa antes de iniciar a operação. Alguns exemplos de capitais fixos mais comuns são: imóveis, automóveis, máquinas de fábrica, máquinas e utensílios industriais, móveis, computadores, impressoras e demais eletrônicos e outros bens necessários para o funcionamento de uma companhia.

Então, o que é capital de giro e para que serve?

Já  que capital fixo é baseado em todo ativo fixo necessário para abrir uma empresa, o capital de giro, também conhecido como capital circulante, é todo investimento que serve para manter a empresa em pleno funcionamento, tudo isso em forma de reserva.

O capital de giro também é uma forma de investimento líquido. Fundos em contas bancárias, ações e títulos investidos, pagamentos a receber são exemplos de ativos circulantes. O capital de giro é essencial para manter a saúde financeira de uma empresa e por isso é importante manter o hábito de investimentos.

Se você acredita que o capital de giro e o planejamento dele são necessários apenas para grandes empresas, pode estar se enganando. Pequenas empresas também precisam de um capital de giro e uma gestão eficiente, até porque isso vai definir o seu crescimento ou não.

Neste ponto, o planejamento e organização financeira são essenciais para determinar o sucesso do seu empreendimento. Já que o capital de giro representa uma reserva de segurança necessária para uma empresa manter-se ativa por um período determinado.

A ideia é manter a empresa em atividade, por isso o nome capital “de giro”. O capital de giro é aquele valor que vai pagar o valor investido no capital fixo, anteriormente.

Neste vídeo do SEBRAE, temos uma boa explicação sobre capital de giro.

Qual a principal diferença entre capital fixo e capital de giro?

Depois de entender o conceito de capital fixo e capital, podemos destacar qual a principal diferença entre os dois. De forma resumida e simples,o ponto principal é que um capital fixo (ativo fixo) é o recurso utilizado para uma empresa iniciar suas atividades, enquanto que o capital de giro (ativo circulante) é o recurso utilizado na hora de manter a continuidade dos negócios.

Diferente do capital fixo, o capital de giro pode ser calculado. Aliás, não só pode, como precisa ser calculado. Feita a equação, com o seu resultado é possível obter um diagnóstico a respeito da saúde financeira da empresa e assim identificar possíveis falhas e os pontos que precisam ser melhorados para fechar o mês com saldo positivo, além de otimizar os planejamentos financeiros no futuro.

Para te ajudar, vamos mostrar como é feito este cálculo. A fórmula básica de cálculo de capital de giro de uma empresa é esta:

CGL = AC - PC

Onde o CGL é o próprio Capital de Giro Circulante, o AC representa o ativo circulante (investimentos da empresa, vendas e serviços a receber, aplicações diversas, créditos e saldos em contas,)e o PC é refere-se ao passivo circulante (despesas da empresa, dívidas, juros, pagamentos pendentes). Neste post, explicamos como fazer o cálculo do capital de giro e neste mostramos como calcular a necessidade do capital circulante.

A conta do capital de giro é fácil e pode até parecer óbvia para um empresário, mas manter o hábito de fazer essa análise, comparando ganhos e despesas é crucial para uma empresa. A lógica é a mesma do planejamento de orçamento pessoal de um indivíduo.

A noção mínima é que todo valor do dinheiro que sai (despesas) precisa ser menor do que se recebe (receita, lucro). Desta forma, temos um saldo positivo e ideal. Esse processo consiste em uma boa gestão do capital de giro de uma empresa.

Lembrando que o que sobra precisa sempre ser aplicado de forma inteligente para que retorne em forma de lucro nos resultados da empresa. Por exemplo, se o saldo foi positivo em um mês de bom faturamento dentro de um negócio, este “superavit” pode ser revertido em forma de investimentos na melhoria de processos, seja com a contratação de novos funcionários, ou na compra de equipamentos melhores, por exemplo. Tais melhorias contribuem diretamente para o crescimento da empresa.

Quer dicas de como aumentar o capital de giro da sua empresa? Aqui explicamos como fazer isso. Uma das formas de conseguir capital de giro ou até capital fixo para adquirir insumos na hora de iniciar sua operação é com a solicitação de empréstimos. Mas antes é importante avaliar e comparar as opções na hora de pedir empréstimos para sua empresa.

Agora que você já sabe o que é capital fixo e capital de giro e a importância dos dois investimentos para um negócio, que tal compartilhar este conteúdo para que mais pessoas possam saber?

Para mais conteúdos sobre finanças, investimentos e gestão empresarial, continue acompanhando o blog da Gyra+ e mantenha-se antenado com as melhores informações do mercado.

GYRA+

Somos uma fintech de crédito que chegou para simplificar a vida do empresário digital. Empréstimo rápido, simples e inteligente.

Great! You've successfully subscribed.
Great! Next, complete checkout for full access.
Welcome back! You've successfully signed in.
Success! Your account is fully activated, you now have access to all content.